Globalização, Mudanças tecnológicas, Clima e Energia, Competitividade; Esses são os cinco principais desafios da industria listados pela Comissão Europeia no começo de 2015.

 

Charles Darwin em sua obra The Origin of Species (1859), aborda e enfatiza a importância de diferenciais competitivos na preservação e evolução das especies. 

Podemos facilmente extrapolar esse conceito evolucionista e aplica-lo a nossa sociedade atual, de forma a entendermos que a sociedade com maior adaptabilidade e vantagens competitivas tendem a prosperar em detrimento do perecimento de outras não tão evoluídas e/ou preparadas. 

Em uma sociedade capitalista, a capacidade de geração de valor é fundamental para sobrevivência e prosperidade de uma nação. 

A industria manufatureira tem papel fundamental no processo de geração de valor, conduzindo seus processos de transformação e agregação que sustentam a economia. 

Desta forma, pode se concluir que o investimento em pesquisa e desenvolvimento voltados para a industria é um pilar de sustenção para a prosperidade de uma nação. 

Esta conclusão me motiva a buscar e estudar os desafios enfrentados pela industria no Brasil, entender o porque estamos defasados em comparação a outras nações e quais os possíveis caminhos para reduzir esta defasagem e nos reposicionar no mercado global. 

Você concorda com as questões listadas pela Comissão Européia como sendo os maiores desafios da industrial neste ano? Deixe seu comentário!

 

Forte abraço 
Vlamir

Seus detalhes foram enviados com sucesso!